Dicas de Segurança ASSIST CARD

Veja nossas dicas de segurança



Numerosos turistas são vítimas de furtos ou de outros problemas que podem atrapalhar muito sua viagem. É ilusão imaginar que mesmo em países do Primeiro Mundo você estará completamente a salvo: o turista é um dos alvos preferenciais dos marginais. Mas alguns cuidados podem ser tomados para evitar (ou pelo menos diminuir as chances) de que isso aconteça.

 Em primeiro lugar, procure ser discreto. É verdade que no Marrocos ou na Índia você nunca será confundido com alguém do país, mas também não precisa estar com uma placa "sou turista" na testa, no gênero bermuda, camisa estampada, boné e filmadora. 

 Nunca transporte o grosso de seu dinheiro, cartão de crédito, passaporte e documentos importantes em bolsas a tiracolo ou de qualquer outro tipo: turistas portando bolsas - alvos de cortes de gilete ou navalha - são o público vip de marginais. Opte pela velha bolsa de tecido resistente, usada por dentro da roupa, fechada com zíper ou velcro e presa com um elástico resistente em volta da cintura. Ela não deve ficar visível mesmo que a camisa ou camiseta seja levantada em caso de assalto, por exemplo. Deixe na carteira apenas pequenas somas em moeda do país para os gastos diários. Essa bolsa pode ser encontrada em lojas de artigos de viagem, ou você mesmo pode fazê-la em casa. Por precaução, anote nela seu nome e número de passaporte. Sabemos de pessoas que esqueceram essa bolsa no hotel ao partir! Se você for do tipo distraído, o nome escrito na bolsa é um modo de provar que ela lhe pertence. Para nunca esquecê-la, prenda o elástico da bolsa no passador da calça que você vai usar no dia seguinte. Isso funciona, desde que você não esqueça de vestir a calça!

 O passaporte brasileiro é um atraente objeto de cobiça em muitos países, onde chega a ser vendido no mercado negro. Sua perda será um transtorno. Proteja-o.

 Cheques de viagem são sua segurança. Deixá-los dentro de uma mala trancada no quarto de hotel não é motivo para preocupação, salvo em pequenos hotéis suspeitos em países onde há muita criminalidade. Realmente importante é nunca guardá-los junto com o recibo de compra ou com o passaporte.

 Ao trocar dinheiro, seja discreto. Não saia da casa de câmbio contando seu dinheiro! O ideal é que ninguém na rua saiba onde você o guardou.

 Muitos hotéis possuem cofres de segurança nos quartos ou na recepção: use-os para valores mais altos ou também para os cheques de viagem se você não se sente seguro em deixá-los dentro da mala, no quarto.

 A grande maioria dos furtos ocorre em locais em que há grande concentração de pessoas, como mercados, estações, ônibus, metrô e trens lotados. Desconfie de pessoas que se encostam demasiadamente em você ou o distraem puxando conversa. Pode ser a preparação para um furto em parceria.

 Um tipo comum de roubo é ter sua bolsa arrancada por marginais numa moto.

 Nunca coloque sua carteira no bolso de trás da calça. Coloque-a no bolso da frente de um jeans (mas não em bolsos de calça com abertura lateral, super cômodos para o ladrão), do blusão ou numa pochette de cintura. Coloque na carteira o que você for precisar de imediato em dinheiro ou cheques de viagem que pretende trocar, e só. Documentos importantes e cartão de crédito devem ficar à parte.

 O roubo de bagagem também é comum nas estações e nos saguões de aeroportos. Fique de olho. Viajando de ônibus pela América do Sul e Ásia, cuidado com bagagem colocada nos compartimentos de carga durante as paradas pelo caminho. Pode haver um distraído que se "confunda" e a leve embora como se fosse dele. Outro golpe clássico: ao chegar com as malas na portaria de um hotel, fique atento se outras pessoas entrarem simultaneamente. Pode ser que não sejam exatamente turistas... e enquanto você está ocupado falando com o recepcionista ou preenchendo sua ficha de hóspede, as malas desaparecem.

 Não ande a pé na rua em horas tardias ou mesmo durante o dia em lugares desertos ou bairros suspeitos.

 Desconfie de pessoas que lhe ofereçam serviços de táxi clandestinos em aeroportos e estações.

 Nas praias, não abandone seus objetos na areia ao entrar na água.

 Se alugar automóvel, não deixe a bagagem visível dentro do veículo. Se for inevitável, estacione em um lugar seguro.

 Cuidado com certos tipos de paqueras, sobretudo em países onde existe o chamado turismo sexual: os golpes contra turistas são freqüentes!

 Antes de deixar o hotel, adquira o saudável hábito de dar uma inspeção geral no quarto e no banheiro, examinando armários, gavetas, embaixo da cama e até atrás das cortinas, para ver se não está esquecendo algo importante.  Tire a roupa de cama e sacuda, olhe embaixo de travesseiros.

 Fique atento a "amizades" e convites de estranhos em viagem. Isso vale duplamente para mulheres viajando sozinhas. A esmagadora maioria das pessoas que viajam por países estrangeiros é gente fina. De fato, quem deseja conhecer o mundo é normalmente de boa índole. Mas há exceções. É necessário tomar cuidado com quem se conhece em viagens, principalmente quando se está em ambiente "mochileiro". Há estrangeiros que vão ao exterior com a intenção de traficar entorpecentes. Se você for pego com alguém com "alguma coisa em cima", estará encrencado. Há também aqueles que estão com o "pé na estrada" vivendo de trambiques e podem lhe causar diversos tipos de aborrecimentos, inclusive roubá-lo depois de terem se tornado seus "amigos" e conquistado sua confiança. Não é comum, mas existe. Perigosos mesmo foram Alain e Monique, casal franco-canadense que aprontou o diabo com mochileiros no Oriente na década de 1970. Sua história foi contada no livro "La tracée du serpent".

Informações fornecidas pelo Manual do Turista Brasileiro/ Guias GTB


Não quer correr esse tipo de risco?
A ASSIST CARD oferece o mais conceituado seguro viagem internacional e nacional. Peça sua cotação!


Compre Agora

País de Origem Brazil
Vou para:
E-Mail

Compre

agora!

O MELHOR PREÇO
Compre